Coluna da sexta-feira


Colunas
20 de novembro de 2020 às 00h00min - Por Américo Rodrigo

Foto: Rodolfo Loepert

Tática do PSB pode causar efeito reverso

O primeiro debate do 2º turno entre os candidatos à Prefeitura do Recife deixou evidente qual será a estratégia de cada um nos próximos dias. Evitando críticas a Marília Arraes (PT) no 1º turno, João Campos (PSB) mudou a postura contra a candidata e também centrou fogo no Partido dos Trabalhadores, que atualmente comanda a secretaria de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, com Dilson Peixoto.

A tática de João pode ser um tiro no pé, já que estamos tratando de uma eleição municipal, onde 23% dos recifenses, segundo uma das pesquisas Datafolha, tem o PT como partido preferido. Existe uma fadiga do PSB na capital pernambucana e isso ficou evidente no último dia 15 de novembro, quando 70% dos eleitores votaram em outros nomes para o ocupar a cadeira principal do Palácio Capibaribe.

Os ataques rasteiros contra a petista podem colocá-la em uma condição de vítima, e impulsionar mais ainda a sua candidatura. Em um passado não muito distante, socialistas pernambucanos fizeram questão de receber o ex-presidente Lula, que esteve no Recife para participar de um festival cultural em sua homenagem. A contradição e fragilidade no discurso pode se voltar contra João Campos e afastá-lo ainda mais do comando da Prefeitura do Recife.

Disputa – Para não perder mais espaço entre os evangélicos após o anúncio de apoio da família Ferreira a Marília Arraes (PT), o candidato do PSB à Prefeitura do Recife se reuniu com lideranças religiosas ontem (19) e apresentou iniciativas que pretende implementar na cidade para atender a população vulnerável. O seguimento conservador pode fazer a diferença.

Crime – A coligação ‘Recife Cidade da Gente’, encabeçada por Marília Arraes (PT), entrou com uma representação na Justiça Eleitoral para apurar os lambe-lambes espalhados contra a candidata e membros do Partido dos Trabalhadores, por diversos locais do Recife. O conteúdo além disseminar ódio, suja a cidade e agride as pessoas.

Apuração – Quem também repudiou o fato através de nota, foi o senador Humberto Costa (PT). Ele tratou o material como “criminoso”. O parlamentar ainda classificou que é urgente que o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) e as demais autoridades competentes determinem a imediata apuração dos fatos e a devida punição dos responsáveis.

Redução – Desde o final de maio, os principais indicadores da pandemia da Covid-19 em Pernambuco entraram em queda progressiva e sustentada, apontando, ao longo dos últimos meses, baixos patamares e sem expressivas oscilações para cima ou para baixo. E, nesta quinta-feira (19), o estado registrou o menor número de casos graves suspeitos por semana epidemiológica (SE 46), desde o início da epidemia do novo coronavírus no território pernambucano. Foram 503 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) notificados entre os dias 8 de novembro e o último sábado (14).

Destaque – Lançado pela primeira vez em 2020, o Ranking de Competitividade dos Municípios trouxe Caruaru em posição de destaque. Na região nordeste, a Capital do Agreste ocupa a sétima colocação. Já entre os municípios pernambucanos, Caruaru cresce e fica em segundo lugar. O relatório foi divulgado nesta quinta-feira (19) pelo Centro de Liderança Pública – CLP, em parceria com a plataforma Gove e o Sebrae.


Comentários