Cenário Político: futuro de Priscila Krause pode ser o PSDB


Colunas
Por Américo Rodrigo
22 de setembro de 2021 às 00h00min
Foto: Roberto Soares

Coluna da quarta

Não é só a filiação de Miguel Coelho ao Democratas que tem causado desconforto à deputada Priscila Krause (DEM), mas principalmente a fusão entre o DEM e PSL, que deve ser oficializada no dia 5 de outubro. O controle do partido em Pernambuco ficará com o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, que deve indicar um nome para ficar à frente da nova sigla.

Mesmo possuindo uma forte ligação com o ex-ministro Mendonça Filho (DEM), as mudanças podem afastar Priscila do partido ao qual é filiada há 27 anos e exerce o 5° mandato, sendo três de vereadora do Recife e dois como deputada estadual. Caso ela decida mesmo desembarcar da sigla que a projetou, o caminho natural seria o PSDB, liderado no estado pela prefeita Raquel Lyra.

Nos últimos anos, Priscila e Raquel estreitaram a relação política e essa sintonia pode ser um fator predominante para o ingresso no ninho tucano. Graças ao apoio de Raquel Lyra, Caruaru foi o segundo município onde Priscila Krause recebeu mais votos no estado em 2018. Com a fusão do DEM e PSL encaminhada, a deputada tem tudo para ser apenas mais uma na legenda. Já no PSDB, passaria a ser uma das prioridades.

Martelo batido – Reunida nesta terça-feira (21), a Executiva Nacional do DEM aprovou a fusão com o PSL. A ideia é que a nova sigla realize uma convenção para que a união seja sacramentada. O comando nacional ficará com Luciano Bivar. Já ACM Neto será o secretário-geral.

Juntos – O prefeito do Recife, João Campos (PSB), foi um dos responsáveis por abonar a ficha de filiação da deputada Tabata Amaral ao PSB. O namorado da parlamentar foi também um dos maiores incentivadores da entrada da parlamentar na sigla. O ato aconteceu na Fundação João Mangabeira, em Brasília.

Participação – Diversos políticos de Pernambuco marcaram presença na filiação da deputada Tabata Amaral ao PSB. Além de João Campos (PSB), estiveram por lá o governador Paulo Câmara (PSB), os deputados federais André de Paula (PSD) e Silvio Costa Filho (Republicanos), a deputada Laura Gomes (PSB) e o ex-prefeito do Recife Geraldo Julio, entre outros nomes.

Encontro – De passagem por Brasília, o governador Paulo Câmara (PSB) fez uma visita ao deputado federal Wolney Queiroz, na sede do PDT. Entre os assuntos discutidos, novas obras para Caruaru e o Agreste. O encontro acontece em meio a especulações de um desembarque dos pedetistas da Frente Popular.

Planejamento – Pré-candidato ao Governo de São Paulo, Fernando Haddad (PT) tem iniciado uma série de diálogos com a militância e lideranças em alguns municípios paulistas. O ex-ministro da Educação no governo Lula foi derrotado nas duas últimas eleições em que disputou.