Agrestina decreta Estado de Calamidade e intensifica medidas


Notícias
26 de março de 2020 às 09h38min - Por Américo Rodrigo

Foto: Adriano Monteiro

Agrestina, município do interior de Pernambuco, não possui nenhum caso confirmado de coronavírus (Covid-19), mas está mantendo 37 pessoas em isolamento domiciliar e sob monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde por terem apresentado quadro de “Síndrome gripal”, ou seja, estado de saúde semelhante à sintomatologia do vírus. 

O protocolo do Ministério da Saúde para notificação de prováveis suspeitos mudou. Agora, só serão testados casos que apresentam o sintoma mais grave do coronavírus, a Síndrome Respiratória Aguda Grave. Apesar da mudança de direcionamento da testagem, qualquer pessoa com sintomas mais leves, que muito se assemelha a uma gripe, devem ficar em alerta. A preocupação do município consiste em acompanhar essas pessoas, sendo elas positivas ou não, para evitar a contaminação de outras pessoas. 

Diante dessa preocupação, o Comitê Gestor de Crise, que vem desenvolvendo ações de combate ao coronavírus desde o dia 16 de março (Decreto n° 1.856), se reuniu mais uma vez, na manhã desta quarta-feira (25), para intensificar as medidas temporárias de prevenção. O 4° encontro do comitê aconteceu na Academia da Saúde.

Uma série de novas medidas de enfrentamento foram definidas. Entre as medidas estão: 

Suspensão, a partir de ontem (25), de estabelecimentos comerciais não essenciais, como determinado no artigo 2° do Decreto n° 49.634 de 20 de março, do Governo de Pernambuco (Exceções no Decreto Municipal). 

Suspensão, a partir de ontem (25), do funcionamento de todos os estabelecimentos de prestação de serviços localizados em Agrestina, como determinado no artigo 3° do Decreto n° 49.634 de 20 de março, do Governo do Estado de Pernambuco (Exceções no Decreto Municipal). 

Aprovação do “Estado de Calamidade Pública”, no âmbito municipal, em virtude da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus. 

Determinação de organização para filas de supermercados, lotéricas, farmácias, e instituições financeiras.

Campanha de conscientização em postos de combustíveis, padarias, lojas de conveniências, lojas de produtos de limpeza, depósitos de gás de cozinha, casas de ração, lavanderias, pousadas, hotéis e serviços de internet, com ação conjunta da Secretaria de Municipal de Saúde, Departamento de Comunicação, Guarda Municipal e Defesa Civil Municipal.

Definição de organização de espaços para realização do pagamento de servidores municipais, a fim de não haja aglomerações nas instituições financeiras.

Solicitação de esforços à Secretaria Municipal de Saúde para aquisição ou locação de ventiladores mecânicos para o hospital filantrópico Memorial Alzira Ribeiro.

Solicitação à Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanismo a realização da limpeza das praças do centro da cidade com água e cloro, duas vezes por semana.

Aprovação do “Programa Família em Casa, comida na Mesa”,  proposto pela  Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Juventude como medida de amparo às famílias baixa renda que dependem do serviço informal.

As medidas de prevenção, que estão em constante mudanças conforme a evolução da situação emergencial, poderão ser alteradas, adicionadas ou prorrogadas de acordo com a necessidade, até que se tenha um cenário seguro de saúde coletiva.


Comentários