“Eu não vou esperar foder a minha família toda”, diz Bolsonaro


Notícias
22 de maio de 2020 às 20h30min - Por Américo Rodrigo

Foto: Adriano Machado

Após a expectativa pela divulgação do vídeo da reunião ministerial que aconteceu no dia 22 de abril, o ministro Celso de Mello tirou o sigilo e liberou a íntegra do material. Segundo Moro, a gravação é a prova de que o presidente Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal para evitar investigação de familiares.

“Já tentei trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro e não consegui. E isso acabou. Eu não vou esperar ‘foder’ minha família toda, de sacanagem, ou amigo meu, porque eu não posso trocar alguém da segurança na ponta da linha que pertence a estrutura nossa”, disse Bolsonaro em um dos momentos da reunião.

O presidente também chegou a atacar alguns governadores.

“Os caras querem é a nossa hemorroida! É a nossa liberdade! Isso é uma verdade. O que esses caras fizeram com o vírus… esse bosta desse governador de São Paulo, esse estrume do Rio de Janeiro, entre outros, é exatamente isso. Aproveitaram o vírus, tá?! Um bosta de um prefeito lá de Manaus agora, abrindo covas coletivas. Um bosta que quem não conhece a história dele, ‘procura’ conhecer, que eu conheci dentro da Câmara, com ele do meu lado”, disse.


Comentários