Coluna do sábado


Colunas
17 de outubro de 2020 às 00h00min - Por Américo Rodrigo

Foto: Stephanie Sá

Em defesa do partido

Visto com desconfiança por parte dos militantes do PT de Caruaru, Marcelo Rodrigues tem aos poucos quebrado o gelo e conquistado a simpatia de dissidentes. O candidato divide o seu tempo no guia eleitoral com o ex-presidente Lula e o ex-ministro da Educação Fernando Haddad, principais lideranças do partido. Ambos têm pedido votos para o professor.

Apesar de nacionalizar o debate, Marcelo tem evitado críticas ao modelo de governo do presidente Jair Bolsonaro, adversário número 1 da esquerda atualmente. Ele tem usado o seu espaço para apresentar as realizações dos governos petistas na cidade. Outro resgate que a chapa tem emplacado é o da relação com os movimentos sociais, esquecido por antigos dirigentes.

Mesmo o candidato tendo pouca densidade eleitoral comparando a alguns outros nomes que também estão na disputa, o PT tem conseguido passar sua mensagem para apoiadores de outrora. O projeto encabeçado por Rodrigues não tem grandes estruturas, nivelando a outras candidaturas, mas deixa plantada a semente para ser colhida nas próximas gerações.

Coragem – Defender o Partido dos Trabalhadores e o ex-presidente Lula não tem sido tarefa fácil nos últimos meses. Antigos aliados abandonaram o barco diante das denúncias de corrupção e também pela demonização criada em torno da sigla. Por outro lado, a base espera justamente de um candidato petista o resgate das conquistadas.

Fujona – Apesar da candidata à reeleição Raquel Lyra (PSDB) afirmar em seu programa eleitoral que “não tem salto alto” ou “já ganhou”, a prefeita furou ontem (16), uma entrevista da Rádio Cultura. Ela seria a última participante da série com os prefeituráveis. A tucana além de se ausentar dos debates também resolveu fugir das sabatinas.

Compromisso – Membro da base do governo Paulo Câmara (PSB), o Delegado Lessa (PP) disparou críticas ao Governo do Estado pela não conclusão da obra do Hospital da Mulher. Uma das propostas do candidato, caso seja eleito, é municipalizar o equipamento de saúde.

Tática – Em baixa com o público feminino, já que a sua chapa é a única que não conta com a presença de uma mulher, Lessa passou a investir nessa pauta. Ontem (16), o seu guia e as suas inserções trouxeram um bate-papo entre ele e duas mulheres. Uma advogada e outra policial civil.

Pesquisa – A Justiça Eleitoral intimou pela terceira vez, nesta sexta-feira (16) o Ibope/Rede Globo a prestar esclarecimentos sobre o levantamento de dados da pesquisa para a Prefeitura do Recife. No despacho de ontem, a determinação é de que as explicações sejam dadas em no máximo três dias.


Comentários