Na Alepe, Homem da Meia-Noite recebe homenagem a pedido de Clodoaldo Magalhães


Notícias
13 de fevereiro de 2020 às 16h49min - Por Américo Rodrigo

Foto: Rodolfo Barbosa

A troça carnavalesca é uma das mais antigas agremiações a circular pelas ladeiras do Sítio Histórico de Olinda. O boneco místico e misterioso é símbolo do Carnaval de Olinda e abre oficialmente a folia com seu desfile pela Cidade Alta no sábado, com direito a papel picado, fogos e muito frevo.

No Carnaval 2020, a agremiação vai prestar uma homenagem à água. Com o tema “Chover”, o evento abordará de maneira lúdica e criativa a preservação da água. Antes do desfile, o calunga conta com uma série de cuidados. Segundo o presidente da agremiação, Luiz Adolpho, entre os preparos estão a troca de roupa que acontece às 18h, um brinde com cachaça e um banho de perfume realizado por crianças.

“É com muita alegria que realizamos essa homenagem a um dos maiores símbolos do carnaval do nosso estado: o Homem da Meia-Noite, Patrimônio Vivo de Pernambuco”, discursou o deputado Clodoaldo Magalhães durante a sessão solene em comemoração aos 88 anos do Calunga de Olinda. A celebração ocorreu nesta quarta-feira (12), no auditório Senador Sérgio Guerra.

Além do deputado Clodoaldo Magalhães e de Luiz Adolfo, a mesa contou com o presidente da Alepe, Eriberto Medeiros (PP), a deputada Teresa Leitão (PT), o responsável por carregar o boneco gigante, Carlos Alberto, e a diretora de jornalismo da TV Globo Pernambuco, Jô Mazzarolo.


Comentários