Cenário Político: André Ferreira se fortalece nacionalmente


Colunas
23 de fevereiro de 2021 às 00h00min - Por Américo Rodrigo

Foto: Fernando Chaves

Coluna da terça-feira

Em pouco mais de dois anos atuando em Brasília, o deputado André Ferreira (PSC), vem acumulando no seu currículo importantes funções na Câmara Federal. Até janeiro, o parlamentar era líder da bancada do Partido Social Cristão, função estratégica que serviu para estreitar os laços com o Planalto. Já ontem (22), o pernambucano foi anunciado na vice-liderança de Bolsonaro na Casa. Confirmando o que vinha sendo especulado há algumas semanas.

Com forte influência no seguimento evangélico, André já exerceu o cargo de vereador do Recife por três vezes, sendo o mais votado da capital pernambucana em duas ocasiões. Ele também teve uma passagem pela Assembleia Legislativa de Pernambuco, antes de ser eleito o 3º deputado federal mais votado do estado em 2018, consolidando sua ascensão na esfera política.

Presidente do PSC em Pernambuco, André Ferreira terá um papel importante na próxima eleição. Não só na montagem de uma chapa que possa garantir sua reeleição, mas também na tentativa de ampliar a representação da legenda na Câmara, bem como contribuir com o bloco de oposição, que ainda não possui um projeto bem definido no estado, mas tem o seu irmão, Anderson Ferreira (PL), como um dos cotados para liderar o grupo. 

Com uma base já sólida em municípios da Região Metropolitana do Recife, André Ferreira tem procurado ampliar suas relações pelo interior, usando da sua influência junto ao Governo Federal para destinar recursos para os prefeitos aliados, o que deve lhe render significativos apoios em 2022, contribuindo para ser novamente um dos mais votados de Pernambuco.

Alinhados – Marcando território na oposição a Paulo Câmara (PSB), a família Coelho não tem poupado críticas ao socialista. O mais enfático ontem (22), foi o líder da oposição na Alepe, Antonio Coelho (DEM), que aproveitou a oportunidade para exaltar as ações do presidente Jair Bolsonaro em Pernambuco. O deputado Aluisio Lessa (PSB) foi escalado para sair em defesa do Palácio.

Aproximação – Quem tem apostado todas as fichas em Serra Talhada é o deputado federal Fernando Monteiro (PP). Ele vem ocupando o vazio deixado na Capital do Xaxado pela deputada Marília Arraes (PT), que em 2018 foi apoiada pelo grupo liderado pelo ex-prefeito Luciano Duque (PT). Caso o ainda petista dispute mesmo uma das cadeiras da Alepe, no próximo ano, é possível que possa haver uma dobradinha com Monteiro.

Programa – Como forma de estimular a geração de emprego e renda na capital pernambucana, o prefeito João Campos (PSB) enviou, nesta segunda-feira (22), à Câmara Municipal, o projeto que propõe a criação do Programa Crédito Popular do Recife. A expectativa da gestão municipal é atender 10 mil pessoas e entidades por ano. Para 2021 serão investidos R$ 16 milhões.

Nepotismo – Após repercussão negativa, o prefeito de Belo Jardim, Gilvandro Estrela (DEM), vetou integralmente o projeto que dava brecha a prática de nepotismo na administração pública. A proposta foi apresentada semana passada, pelo vereador Guilherme Monark (SD) e foi aprovada em segunda votação.

Sinal de alerta – O Hospital Municipal Manoel Afonso, que funciona como retaguarda para atender pacientes com covid-19, em Caruaru, chegou a 100% de ocupação nos leitos de UTI. Os números preocupam, porque representam a gravidade do avanço do vírus na cidade. O Hospital Mestre Vitalino e o Hospital de Campanha também chegaram a capacidade total de utilização dos leitos de UTI. No fim da tarde de ontem (22), a taxa de ocupação nas unidades estaduais chegou a 96%.