Cenário Político: ainda não há espaço para terceira via


Colunas
4 de maio de 2021 às 00h00min - Por Américo Rodrigo

Foto: Marcelo Camargo

Coluna da terça-feira

Por mais de duas décadas a disputa presidencial no Brasil foi protagonizada por PT e PSDB. Durante esse período, alguns nomes se lançaram como alternativa de terceira via, mas nenhum deles obteve sucesso, a exemplo dos ex-ministros Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede), que até tentaram quebrar essa polarização por mais de uma vez, mas nenhum dos projetos apresentados conquistou votos suficientes para chegar ao 2º turno.

Com o desgaste dos dois partidos, Bolsonaro surgiu em 2018 como representante da direita, abocanhando uma generosa fatia de votos do PSDB e deixando os tucanos de fora do 2º turno contra o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, candidato do PT. Acompanhado de um discurso conservador, o ex-deputado conseguiu ser alçado ao Planalto, e mesmo com todo desgaste em torno do seu governo, até pouco tempo liderava as pesquisas.

Após Lula ter se tornado elegível, a chance de um embate entre o petista e Bolsonaro é grande, mudando todo o cenário previsto pelos demais pré-candidatos. Ao menos nove nomes já foram lembrados para ocupar esse espaço, mas nenhum deles conseguiu se firmar como força aglutinadora. Com isso, a tendência dos dois extremos vai se desenhando para 2022, afastando de vez a tese de uma possível terceira via.

Em campanha – O ex-presidente Lula desembarcou nesta segunda-feira (03), em Brasília. No roteiro, estão previstas conversas com membros da oposição e do centrão. Um dos encontros que tem sido articulado nos bastidores é com o ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que já anunciou saída do DEM. Ainda ontem, o petista foi à mesa com Marcelo Freixo (PSOL). 

Luta – Devido a um sangramento no estômago, o prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi transferido para a UTI nesta segunda-feira (03) e, pouco depois, intubado. No início da noite, ele apresentou melhora e foi extubado. No último domingo (02), Covas se afastou do comando da prefeitura da capital paulista para se dedicar ao tratamento. O tucano enfrenta um câncer desde 2019.

Fartura – Sob o comando da vereadora Luiza Margarida (PSB), que assumiu interinamente a presidência da Câmara de Arcoverde, a Casa gastou a quantia de R$ 41.456 com a participação de vereadores em um congresso em João Pessoa (PB). Ainda em janeiro, mais R$ 46.320,00 foi utilizado em um outro encontro. Dessa vez em Maceió (AL). Este segundo, sob a presidência de Wevertton Siqueira (PSB), atual prefeito interino.

Ajuda – A Prefeitura de Olinda começou a pagar, nesta segunda-feira (03), o auxílio emergencial ao setor cultural, como artistas, agremiações, bandas, orquestras e grupos culturais. O setor foi um dos mais atingidos pela pandemia da Covid-19. O valor do auxílio será de até 35% do cachê recebido do município no Carnaval de 2020.

Permanece – Ganhou força nos bastidores, nos últimos dias, a informação que o deputado estadual Erick Lessa estaria negociando sua saída do PP para disputar a reeleição pelo PSL. Em conversa com o Blog Cenário, um interlocutor do parlamentar deixou claro que ele permanece na sigla em que foi eleito em 2018.