Cenário Político: O papel estratégico de Wolney nas eleições


Colunas
20 de janeiro de 2020 às 00h00min - Por Américo Rodrigo

Foto: Alexandre Amarante

Discreto e bom de articulação, Wolney Queiroz (PDT) sempre procurou intensificar a sua atuação nos bastidores, longe dos holofotes. No Recife, ele é um dos responsáveis por unir os partidos de esquerda em torno da candidatura de João Campos (PSB), concentrando os votos desse campo em um só palanque, movimento este que tem de tudo para deixar o seu colega de partido Túlio Gadêlha (PDT) a ver navios.

Já em Caruaru, o parlamentar tem a missão de criar um clima favorável para impulsionar a pré-candidatura do seu pai, o deputado estadual José Queiroz (PDT), que tem o desejo de voltar a comandar o Palácio Jaime Nejaim pela quinta vez. Estrategista, Wolney tem trabalhado para garantir que o governador Paulo Câmara (PSB) esteja integralmente no palanque do ex-prefeito, fazendo toda a diferença na corrida eleitoral.

Mesmo em momentos adversos quando, por decisão nacional, o seu partido decidiu trilhar outros caminhos, Wolney esteve firme ao lado de Paulo. Na última sexta (17), os dois foram à mesa na Praia dos Carneiros e o gesto feito pelo governador pode sinalizar o início de uma caminhada para o tão sonhado apoio nas eleições de outubro. Outros encontros dessa natureza também já aconteceram em Brasilia, no apartamento do parlamentar, incluindo outros atores que fazem parte desse núcleo. Se as costuras serão positivas, saberemos em breve.

Confiantes – Aliados do deputado José Queiroz (PDT) seguem firmes com a ideia de que ele será candidato, e que durante as eleições conseguirá desbancar a prefeita Raquel Lyra (PSDB) apresentando os feitos de suas gestões passadas. Porém, observadores políticos não conseguem enxergar um cenário positivo, a não ser que surja um fato novo que abale as estruturas do governo municipal.

Situação adversa – Raquel Lyra (PSDB) segue liderando todas as intenções de votos com folga em Caruaru. Esse é um dos fatores que pesam bastante contra o ex-prefeito José Queiroz (PDT) para que ele não entre nessa disputa. Encerrar a sua carreira política com uma provável derrota não seria um bom registro para o seu currículo.

Planejamento – O presidente municipal do PSL, Manoel Santos, reuniu membros da sigla no último sábado (18), com o objetivo de organizar os grupos de trabalho que irão formatar o plano de governo que será apresentado aos caruaruenses no período eleitoral. O nome de Manoel foi escolhido para encabeçar esse projeto ainda no ano passado.

Chegando junto – O deputado estadual e presidente do PP em Petrolina, Fabrizio Ferraz, aproveitou um evento de filiação realizado pelo partido para oficializar o apoio político ao prefeito Miguel Coelho (MDB). É a primeira legenda a declarar que estará compondo o projeto do gestor petrolinense que vai em busca da reeleição.

Organização – Na última sexta-feira (17), o Diretório Nacional do PT empossou seus novos membros que atuarão pelos próximos quatro anos. Na ocasião, um calendário eleitoral com as diretrizes para definição das candidaturas nos municípios foi apresentado e aprovado. Ele ajudará a nortear o partido em cada cidade. Em Caruaru, alguns nomes já se apresentam para entrar nessa disputa.

Esquentou o clima – Um debate sobre a atuação parlamentar do deputado Fernando Rodolfo (PL) ultrapassou as barreiras do grupo de WhatsApp do Blog Cenário, e acabou se transformando em uma batalha de artigos. Com a aproximação das eleições, os ânimos devem esquentar ainda mais.


Comentários