Cenário Político: PSB aposta alto em 2022


Colunas
15 de junho de 2021 às 00h00min - Por Américo Rodrigo

Foto: Pablo Valadares

Coluna da terça

Enquanto o PSB ainda não definiu qual projeto presidencial será abraçado no próximo ano, o partido segue fortalecendo sua base na busca de tentar ampliar o número de governadores, senadores e deputados. Dois nomes de peso já estão certos para ingressar na sigla: Flavio Dino, que atualmente governa o Maranhão e o deputado federal pelo Rio de Janeiro Marcelo Freixo. Também no radar, a deputada paulista Tabata Amaral.

O caminho apontado por Carlos Siqueira é o de reunir as forças da esquerda e centro-esquerda no intuito de derrotar Bolsonaro nas urnas em 2022. Para isso, uma frente democrática que tem tudo para ganhar novas adesões vem sendo construída. Internamente, dirigentes do PSB trabalham com três possibilidades para o cenário nacional: o apoio ao ex-presidente Lula (PT), a aliança com o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) ou a candidatura própria, essa última com chances mais remotas.

Buscando estreitar os laços com os futuros correligionários, Marcelo Freixo cumpriu agenda ontem (14), no Recife. O parlamentar foi recebido pelo prefeito João Campos (PSB) e também por Geraldo Julio (PSB), pré-candidato ao Palácio do Campo das Princesas. Pernambuco é considerado o estado onde as principais lideranças do PSB atuam e isso tem uma representatividade ainda maior para a visita de Freixo.

Vitrine – Umas das experiências mais exitosas do PSB no Recife é o Compaz. O prefeito do Recife, João Campos (PSB), fez questão de levar o deputado Marcelo Freixo para conhecer o equipamento. Recentemente o vice-presidente da Câmara Federal, Marcelo Ramos (PL) também esteve na capital pernambucana e foi conferir de perto o trabalho desenvolvimento em uma das unidades.

Livre – Com a decisão da Executiva do DEM de expulsar o deputado federal Rodrigo Maia, ele agora está livre para ingressar em uma outra legenda sem correr o risco de perder o mandato. Caso ele saísse por conta própria, corria grandes chances de ser acusado de praticar infidelidade partidária. O caminho mais provável é o PSD do pernambucano André de Paula.

Desembarque – Já a deputada Joice Hasselmann entrou na justiça nesta segunda (14), para deixar o PSL por justa causa. Ela acusa o partido de ter se transformado no que há de pior na política. De acordo com a parlamentar, a legenda mantém “negociatas” com o presidente Jair Bolsonaro.

Observação – O deputado federal e presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, testou positivo para Covid-19. Ele está em repouso domiciliar, mas em observação por conta da sua idade. Apesar de ter recebido as duas doses do imunizante, o pernambucano não ficou de fora do time dos infectados.