Cenário Político: a missão de Simão Durando em Petrolina


Colunas
16 de novembro de 2021 às 00h00min - Por Américo Rodrigo

Foto: Divulgação

Coluna da terça

Eleito vice-prefeito de Petrolina na chapa liderada por Miguel Coelho (DEM) em 2020, Simão Durando (DEM) assumiu, no último sábado (13), o comando do governo municipal até a próxima sexta-feira (19), quando Miguel retorna de Barcelona, onde participa de compromissos diplomáticos ao lado de 15 prefeitos e 4 vice-prefeitos de diversos estados. Simão não foi escolhido para o atual cargo por acaso. Há anos que ele atua ao lado da família Coelho e a tendência é que seja o nome do grupo em 2024. Mas antes disso, terá como missão cuidar da prefeitura e também da eleição de Miguel, Antonio Coelho e Fernando Filho em Petrolina.

Futuro
Aos poucos Miguel Coelho tem feito a transição do governo para Simão Durando. Ainda não há definição sobre uma data para a renúncia, mas chegará o momento em que Miguel precisará se ausentar de vez para cuidar da sua pré-campanha ao Governo de Pernambuco.

Experiência
Antes de ser escolhido para compor a chapa com Miguel Coelho em 2020, Simão Durando já atuava na Prefeitura de Petrolina. No governo passado, ele foi secretário de Governo e Agricultura. Simão também já desempenhou o cargo de assessor do deputado federal Fernando Filho.

Dianteira
Em 2020, Miguel Coelho e Simão Durando conseguiram a façanha de serem os mais votados na história do município. A dupla venceu os demais concorrentes com 76% dos votos, sendo um dos maiores percentuais obtidos na corrida eleitoral em todo o Nordeste.

Pegando fogo
A semana promete ser bastante quente no ninho tucano. No próximo domingo (21) acontecerão as prévias do PSDB, onde será escolhido o nome que representará o partido na disputa pelo Planalto em 2022. Ontem (15) foi o último dia para os filiados se cadastrarem no aplicativo de votação.

Reverência
Ao fim de seu discurso no Parlamento Europeu, o ex-presidente Lula foi aplaudido de pé por todos os presentes. O petista falou sobre tragédias ambientais, sanitárias e econômicas. Também citou o crescimento da desigualdade diante do cenário de pandemia. O vídeo com o trecho da fala foi bastante reproduzido.